lacnamento%20primavera_edited.jpg
 

Coffee is about pleasure

Prazer em beber café

 É aquele momento quando sua mão está quente por causa da caneca, você levanta próxima do seu nariz, sente o aroma profundamente e depois toma um gole.

"Após morar fora do país, adquiri um costume que nós brasileiros temos aqui, mas eu não tinha, de beber café todos os dias. Lá, era muito comum antes de ir para o trabalho, para a escola ou aonde fosse, passar pegar um copo de café, cappuccino, bebidas geladas com café, etc.. Fazia parte da minha rotina e de muitas outras pessoas. Eu fiquei fascinado com aquele ritual. Pessoas se encontravam nas cafeterias durante o dia e depois do trabalho, compartilhando momentos de seu dia."

TERCEIRA ONDA DO CAFÉ

Assim como a humanidade, o café vive a sua terceira onda. Os seres humanos passaram pela fase agrícola, depois a industrial e hoje vivemos a era, ou “a onda” tecnológica.

 

A terceira onda do café é um movimento no mercado de cafés especiais marcado por uma significativa mudança de percepção do produto, que passou a ser pautado pela busca e pelo trabalho conjunto por uma qualidade excepcional em todas as etapas da cadeia produtiva, desde a produção dos grãos até o consumo final da bebida.

 

Considera-se que existem três movimentos, também denominados "ondas", influenciando o mercado e o consumo mundiais de café. Cada um apresenta um conjunto diversificado de prioridades e filosofias, fazendo com que tais movimentos coexistam e, por vezes, se sobreponham ou "transbordem", influenciando o movimento seguinte.

 

Esse conceito foi originalmente cunhado em 2002 pela barista Trish Skeie, em artigo com o título "Norway and Coffee", publicado no The Flamekeeper, boletim da Roasters Guild.

A Primeira Onda, predominante no período pós-guerras, estaria ligada ao aumento exponencial do consumo de café e com um produto de baixa qualidade. A Segunda Onda surgiu como reação à baixa qualidade do movimento anterior e é responsável pela entrada do conceito de cafés especiais, de origem, e pela popularização do espresso e do consumo em cafeterias. A Terceira Onda, por fim, está ligada à percepção do café como produto artesanal, diferenciado por inúmeros atributos (qualidade, origem, torra, método de preparo) e comercializado de forma mais direta entre os elos da cadeia.

 

Por que Hasbaya?

Concorda que o momento do café combina com um bom papo e uma boa história?

Então fique à vontade, pegue o seu café, que vamos começar a contar a nossa. Vem com a gente!

Pra quem ainda não sabe, Hasbaya é uma pequena cidade no Libano, de onde migrou, em 1905, Salomão Abuamed Baladi, o patriarca da nossa família. Foi em Hasbaya que tudo começou, com o sonho de um jovem libanês, disposto a explorar e se arriscar em um novo território. Com muito trabalho e dedicação, nos tornamos uma tradicional família de comerciantes em Itatiba.

Além da biografia de família, queremos, com o Hasbaya Café, continuar a contar a nossa história! Por isso escolhemos esse nome, porque representa o início! Queremos ainda escrever muitos novos capítulos, e esperamos ter sempre a companhia de vocês, nossos amigos, para compartilharmos essa história! Com muito amor e com um bom café, sempre!

Mapa do Libano
 
 
Donuts Hasbaya Café
Hasbaccino
Soda Italiana
Pink Lemonade Hasbaya Café
Hasbaya Café
Hasbaccino Ovomaltine